Articles tagged with: MSSQL

SQL Server 2016 Public Preview anunciado!

Microsoft_SQL_Server_2016_fanartlogo

Logo não oficial

 

Foi anunciado no Ignite no dia 04/05/2015, evento gigante organizado pela Microsoft voltando pra grandes empresas  pelo gente fina CEO Mr. Satya Nadella, mais rápido que ligeiro, uma notícia de interesse nosso: SQL Server 2016 já tem versão public preview prevista pro verão (espere por novidades pelo período de Junho ~ Agosto).

 

“Mal mexi no 2014 e olha lá, já tem versão nova. Que coisa hein, rsrs”

 

Maiores informações podem ser lidas no blog do time de produto do SQL Server clicando aqui. Lá explicam “por cima” algumas novas features do produto.

Você tem mais informações no Datasheet que costumeiramente é disponibilizado nos anúncios do produto clicando aqui (PDF)

Interessante notar o direcionamento da empresa que está cada vez mais endereçado para  Analytics , Azure (bem interessante o Stretch Database, pra quem puder usar, é claro), além do reforço do OLTP In-memory e melhoria em outros recursos já conhecidos, como criptografia. É claro que não iam mostrar tudo o que o produto tem de novidade antes de lançar o public, então vamos aguardar…

A dica rápida, pra finalizar o post, é direta: acesse a página do public preview através deste link e espere por breves novidades 🙂

[]’s

 

 

Impressões sobre o exame 70-450: PRO: Designing, Optimizing and Maintaining a Database Administrative Solution Using Microsoft SQL Server 2008

s6

Nome de exame pequeno, não é mesmo?

Ela só pode ser feita até final de Julho, então depois de adiar o máximo possível (nunca estive preparado) resolvi fazer! O maior aprendizado que fica é que umas cinco questões foram acertadas (quase certeza) graças a conversas que tive com um DBA sênior. E… deu certo! Estou feliz pois passar nesse exame era um objetivo pessoal, e graças a Deus, aos meus amigos DBA’s e ao material disponível na net (principalmente blogs) terminou-se a trilha das certificações MSSQL2008 pra mim 🙂

Maiores informações neste link sobre o exame.

Algumas impressões rápidas sobre a prova (ou “o que eu ainda lembro de terça, rs”):

É uma prova de cenários, onde às vezes a questão não é escolher a certa e sim a mais certa, e por careça que parível os enunciados estavam muito mais moderados que as do exame 70-432.

Alta Disponibilidade (High Availability): Replicação teve participação intensa, principalmente sobre seus tipos. Saber que Database Snapshot não é um método de HA  e qual tipo de técnica não funciona quando um banco possui FILESTREAM ajudou também.

Segurança: Algumas questões sobre TDE e criptografia. Saber qual o melhor método pra criptografar uma coluna e qual é o melhor pra base inteira e como recuperar um banco criptografado com TDE em outra instância ajudou.

Backups: Novamente, umas duas questões sobre cenário. As duas, banco crashou e algo tem que ser feito. Carinho especial para Database Snapshots, se aparecerem na questão. Ela pode ter algo especial. E importante: Um comando bem pequena faz com que o backup em questão não atrapalhe as rotinas de log no LSN. É aquele backup mesmo, que a gente tira quando não se espera. Quem saber qual é o comando ganha a questão.

Monitoramento: A maioria das questões te dava uma lista de itens e perguntava a seguir qual era a melhor forma de capturar essas informações. O SQL Server oferece várias alternativas, mas existe sempre a melhor. Saber o que o Profiler, DMV’s, DTA e logs podem fazer ajuda demais aqui.

No mais, uma questão sobre SSIS (que eu vi em um treinamento! HA), uma sobre Linked Server + configuração de login e outra sobre quais as possibilidades de clusterização pra determinado cenário, e etc.

Bem , agora vou dar uma tempo pra ler mais sobre o funcionamento físico do SQL Server, testar mais as features e aprender mais ainda sobre o ‘poder de fogo’ que ele tem e ainda não conheço. Quando estiver um pouco mais preparado, vou tentar a trilha de certificação do SQL Server 2012 , começando pela Querying. Mas antes disso, preciso ler e estudar muito. E claro, parar de falar um pouco sobre certificações aqui e postar algum conteúdo relevante pra dizer que isso aqui é um blog técnico, rs.

A maior lição que eu tirei dessas certificações, é que o maior benefício que elas podem trazer, é  de incentivar o estudo. O problema é que dependendo do tempo que a pessoa tem, a teoria adquirida aí tem que ser malhada no braço, fazendo lab, simulando uns erros, testando, etc. Não acho viável tirar certificações se não houver sinergia entre a prática vs teórica, já que, de qualquer jeito, o que aprendemos a memória “esquece” aos poucos, imagina o que aprendemos e não colocamos em prática?

Abraço!