Articles tagged with: Design

Impressões sobre o exame 70-465 – Design database solutions for SQL Server 2012

Imagem totalmente random para representar o post

Olá,

Gostei bastante da prova e cá estou aqui pra compartilhar alguns pontos sobre a mesma..

Coisas legais

  • Casos de estudo: Questões baseadas em casos de estudos são bem interessantes pois como você recebe um cenário as questões são melhor contextualizadas, diminuindo questões de dupla interpretação e calando um pouco nosso amigo “depende”. Melhor ainda quando alguns cenários já foram, em outros momentos, presenciados, seja na vida real ou lidos via blogs e livros, e isso ajuda (me ajudou) bastante na hora de diagnosticar o problema da questão.
  • Features: A prova cobra de modo pesado conhecimento em praticamente todas as ferramentas do produto. Você não precisa dominar cada uma: é suficiente saber apenas o que cada uma faz e o que não faz e isso será cobrado em várias questões (bem mais de 15, no meu sorteio). Algumas questões vem praticamente de graça (por exemplo, quando a questão pede “a melhor opção para criação de políticas” e marcar PBM é quase que automático, e esse tipo de situação ocorreu em diversas questões). O que eu lembro que cai na prova: audit, agent alert, policy based management, resource governor, activity monitor, maintenance plain (…), Profiler, Xtended Events, DTC…
  • Melhor escolha: Essas questões são bem legais, porque geralmente apresentam uma cilada com duas ou mais respostas certas. Por exemplo, se você precisar listar as 10 maiores ocorrências de WAITS da sua instância, você usaria uma DMV ou um DBCC? Pro primeiro, você ordenaria e limitava o resultado. No segundo, você precisaria jogar em uma tabela, variável, etc pra depois fazer o mesmo que você faria no primeiro caso. Por isso, geralmente eu digo e repito: se você tiver 10 opções e dentre elas tiver alguma DMV, considere-a com carinho.
  • Alta Disponibilidade VS Disaster Recovery: Muitas questões muito bem orquestradas no sentido de separar uma coisa da outra e outras muito bem feitas. Saber os tipos de backup e qual o papel de cada um em um disaster recovery é muito importante. Sabendo o que cada um faz, e o TEMPO relativo que cada um demora, algumas questões são praticamente de graça. Backup de log é coisa de bonita de  Deus sempre, mas nem sempre é a melhor opção em uma operação de risco (previamente agendada) onde alguma cagada acontece e a recuperação precisa ser rápida. Talvez um Database Snapshot cairia melhor neste cenário de DR, por exemplo…
  • Indexação: Cai bastante coisa atrelado com os estudos de caso. Não são questões fáceis então recomendo dar uma lida antes sobre o assunto.

Coisas que eu não gostei

  • Mais questão de Mirroring, menos de Always-On. A funcionalidade de Mirroring será descontinuada pela MS nas futuras versões, então, esperava que os exames também fizessem isso, de alguma forma.
  • Algo já pontuado pelo Luti, é sobre as questões que possuem mais de uma resposta correta mas não possuem limites (por exemplo, cinco opções, e você pode marcar todas, ou uma). Se tiverem 4 corretas, e eu marcar 3, perco a questão inteira ou ganho proporcional ao valor da questão? Seria legal a Microsoft indicar isso nas questões ou nas instruções do exame, pra dissipar incerteza que no meu caso me fez gastar um tempo extra nessas questões.

Próximo passo (pessoal)

Exame 70-464! Destinei um tempo maior de revisão pra essa prova, já desenvolvimento não é minha praia e confesso que não tenho boa experiência com esse segmento (depois da 70-433) além de não ser atualmente minha atuação. Espero ter êxito nessa prova e compartilhar algumas dicas sobre ela também.

Referências

Recomendo fortemente a leitura dos posts abaixo (em ordem):

  • Luti – http://luticm.blogspot.com.br/2012/04/impressoes-da-prova-70-465.html
  • Alex Rosa – http://alexrosadba.wordpress.com/2012/11/01/70-465-designing-database-solutions-for-sql-server-2012-pass/

Considero as leituras acima bastante importantes caso você vá realizar o exame.

 

Bons estudos!

[]’s

Impressões sobre o exame 70-450: PRO: Designing, Optimizing and Maintaining a Database Administrative Solution Using Microsoft SQL Server 2008

s6

Nome de exame pequeno, não é mesmo?

Ela só pode ser feita até final de Julho, então depois de adiar o máximo possível (nunca estive preparado) resolvi fazer! O maior aprendizado que fica é que umas cinco questões foram acertadas (quase certeza) graças a conversas que tive com um DBA sênior. E… deu certo! Estou feliz pois passar nesse exame era um objetivo pessoal, e graças a Deus, aos meus amigos DBA’s e ao material disponível na net (principalmente blogs) terminou-se a trilha das certificações MSSQL2008 pra mim 🙂

Maiores informações neste link sobre o exame.

Algumas impressões rápidas sobre a prova (ou “o que eu ainda lembro de terça, rs”):

É uma prova de cenários, onde às vezes a questão não é escolher a certa e sim a mais certa, e por careça que parível os enunciados estavam muito mais moderados que as do exame 70-432.

Alta Disponibilidade (High Availability): Replicação teve participação intensa, principalmente sobre seus tipos. Saber que Database Snapshot não é um método de HA  e qual tipo de técnica não funciona quando um banco possui FILESTREAM ajudou também.

Segurança: Algumas questões sobre TDE e criptografia. Saber qual o melhor método pra criptografar uma coluna e qual é o melhor pra base inteira e como recuperar um banco criptografado com TDE em outra instância ajudou.

Backups: Novamente, umas duas questões sobre cenário. As duas, banco crashou e algo tem que ser feito. Carinho especial para Database Snapshots, se aparecerem na questão. Ela pode ter algo especial. E importante: Um comando bem pequena faz com que o backup em questão não atrapalhe as rotinas de log no LSN. É aquele backup mesmo, que a gente tira quando não se espera. Quem saber qual é o comando ganha a questão.

Monitoramento: A maioria das questões te dava uma lista de itens e perguntava a seguir qual era a melhor forma de capturar essas informações. O SQL Server oferece várias alternativas, mas existe sempre a melhor. Saber o que o Profiler, DMV’s, DTA e logs podem fazer ajuda demais aqui.

No mais, uma questão sobre SSIS (que eu vi em um treinamento! HA), uma sobre Linked Server + configuração de login e outra sobre quais as possibilidades de clusterização pra determinado cenário, e etc.

Bem , agora vou dar uma tempo pra ler mais sobre o funcionamento físico do SQL Server, testar mais as features e aprender mais ainda sobre o ‘poder de fogo’ que ele tem e ainda não conheço. Quando estiver um pouco mais preparado, vou tentar a trilha de certificação do SQL Server 2012 , começando pela Querying. Mas antes disso, preciso ler e estudar muito. E claro, parar de falar um pouco sobre certificações aqui e postar algum conteúdo relevante pra dizer que isso aqui é um blog técnico, rs.

A maior lição que eu tirei dessas certificações, é que o maior benefício que elas podem trazer, é  de incentivar o estudo. O problema é que dependendo do tempo que a pessoa tem, a teoria adquirida aí tem que ser malhada no braço, fazendo lab, simulando uns erros, testando, etc. Não acho viável tirar certificações se não houver sinergia entre a prática vs teórica, já que, de qualquer jeito, o que aprendemos a memória “esquece” aos poucos, imagina o que aprendemos e não colocamos em prática?

Abraço!