Impressões sobre o exame 70-450: PRO: Designing, Optimizing and Maintaining a Database Administrative Solution Using Microsoft SQL Server 2008

s6

Nome de exame pequeno, não é mesmo?

Ela só pode ser feita até final de Julho, então depois de adiar o máximo possível (nunca estive preparado) resolvi fazer! O maior aprendizado que fica é que umas cinco questões foram acertadas (quase certeza) graças a conversas que tive com um DBA sênior. E… deu certo! Estou feliz pois passar nesse exame era um objetivo pessoal, e graças a Deus, aos meus amigos DBA’s e ao material disponível na net (principalmente blogs) terminou-se a trilha das certificações MSSQL2008 pra mim 🙂

Maiores informações neste link sobre o exame.

Algumas impressões rápidas sobre a prova (ou “o que eu ainda lembro de terça, rs”):

É uma prova de cenários, onde às vezes a questão não é escolher a certa e sim a mais certa, e por careça que parível os enunciados estavam muito mais moderados que as do exame 70-432.

Alta Disponibilidade (High Availability): Replicação teve participação intensa, principalmente sobre seus tipos. Saber que Database Snapshot não é um método de HA  e qual tipo de técnica não funciona quando um banco possui FILESTREAM ajudou também.

Segurança: Algumas questões sobre TDE e criptografia. Saber qual o melhor método pra criptografar uma coluna e qual é o melhor pra base inteira e como recuperar um banco criptografado com TDE em outra instância ajudou.

Backups: Novamente, umas duas questões sobre cenário. As duas, banco crashou e algo tem que ser feito. Carinho especial para Database Snapshots, se aparecerem na questão. Ela pode ter algo especial. E importante: Um comando bem pequena faz com que o backup em questão não atrapalhe as rotinas de log no LSN. É aquele backup mesmo, que a gente tira quando não se espera. Quem saber qual é o comando ganha a questão.

Monitoramento: A maioria das questões te dava uma lista de itens e perguntava a seguir qual era a melhor forma de capturar essas informações. O SQL Server oferece várias alternativas, mas existe sempre a melhor. Saber o que o Profiler, DMV’s, DTA e logs podem fazer ajuda demais aqui.

No mais, uma questão sobre SSIS (que eu vi em um treinamento! HA), uma sobre Linked Server + configuração de login e outra sobre quais as possibilidades de clusterização pra determinado cenário, e etc.

Bem , agora vou dar uma tempo pra ler mais sobre o funcionamento físico do SQL Server, testar mais as features e aprender mais ainda sobre o ‘poder de fogo’ que ele tem e ainda não conheço. Quando estiver um pouco mais preparado, vou tentar a trilha de certificação do SQL Server 2012 , começando pela Querying. Mas antes disso, preciso ler e estudar muito. E claro, parar de falar um pouco sobre certificações aqui e postar algum conteúdo relevante pra dizer que isso aqui é um blog técnico, rs.

A maior lição que eu tirei dessas certificações, é que o maior benefício que elas podem trazer, é  de incentivar o estudo. O problema é que dependendo do tempo que a pessoa tem, a teoria adquirida aí tem que ser malhada no braço, fazendo lab, simulando uns erros, testando, etc. Não acho viável tirar certificações se não houver sinergia entre a prática vs teórica, já que, de qualquer jeito, o que aprendemos a memória “esquece” aos poucos, imagina o que aprendemos e não colocamos em prática?

Abraço!

Impressões sobre o exame 70-433: Database Development

Imagem que remete ao binário

Boa tarde!

Hoje vou falar sobre impressões e dicas que tive da 70-433, exame que credencia o profissional como Database Developer.
Para maiores informações, veja as referências ou a própria página do exame  clicando aqui!
Enfim, é um exame de 55 Questões (100% da prova), sendo necessário atingir pelo menos menos 70% de acerto na prova (Arredondando, 39 questões).
Comecemos com um relato. Eu inicialmente seguiria a trilha apenas de Administração da linha SQL Server 2008 (onde deveria tirar a 70-432 e 70-450), mas como os exames do SQL Server 2008 vão expirar no final de Julho, resolvi dar um tempo pra, além de ver conceitos relacionados à administração,  dar uma revisitada à temática de desenvolvimento.

Marquei a prova pra duas semanas depois do agendamento (o que  foi um erro) e não tive tempo de estudar o quando deveria (principalmente XML). Não passei. Chateação deixada de lado, peguei XML e o que não dominava muito bem e estudei/pratiquei bem mais, e remarquei sem custo (valeu second shot!) novamente, obtendo êxito dessa segunda vez graças à Deus o/

Sobre o exame

É uma prova que pode vencer pelo cansaço. Mais de 20% da prova é sobre confecção de consultas. 50% da prova (ou mais) são compostas de questões que te fazem rolar DEMAIS o scroll do mouse. Quem não tem paciência vai sofrer um bocado, se brincar até querendo pular as questões. Queries enormes e questões serão imensas. A boa notícia é que a maioria das questões, pra quem está realmente (disse, realmente) acostumado a fazer consultas, vai achar a questão certa só olhando sintaxe. Tem muita questão anulada por erros de sintaxes bem bola fora (alias em GROUP BY e JOINS loucos, daquele naipe cartesiano, sendo que consulta era bem específica quanto à filtros, por exemplo).

Bem, comentando agora algumas questões rapido e superficialmente (Pra falar a verdade, o que consigo lembrar agora):

XML: Na primeira vez caiu no final da prova. Na segunda vez, no meio. Consultar e gerar XML através do XML PATH é importantíssimo. Aprenda conceitos de XML, principalmente XSD, XPATH e XQUERY. Tem um compilado interessante do Gustavo Maia sobre o assunto.

Service Broker: Uma questão. A pegadinha foi sintática. Trata-se de um envio de mensagem por e-mail. Simule algo do tipo se der tempo;

Powershell: Duas questões. Sintaxe novamente era o segredo da questão;

Queries : Caiu muito sobre MERGE, umas quatro questões. CTE’s e subqueries em geral cairam bastante. Muita questão aqui é ganha por sintaxe. O que vai acontecer com frequência é ter duas questões praticamente idênticas e só um detalhe de diferença (por exemplo, tinham duas respostas iguais, script de criação de função, uma com schema dbo e outra sem. As duas estavam certas, porém a que tinha esquema era mais ‘completa’, logo, correta);

Data Tuning Advisor/ Profile : DTA, saber apenas pra que serve já basta para acertar as questões que a prova oferece. Profiler, saber o que pode extrair dele (principalmente os formatos de saída) podem salvar mais de duas questões da prova.

DMV’s: Saber quais DMV’s podem ajudar a detectar índices que podem ser criados ou taxa de fragmentação é um diferencial (dica).

Outras: O uso da função ROUND(), para que tabela vão os e-mails não enviados do Database Mail e saber como funciona o modo de isolamento SERIALIZABLE renderão alguns pontos.

Trigger: Cai muita questão! Estude muito essa parte. Teste. Erre. Aprenda, mas dominar o assunto garante uma boa quantia na nota.

Paciência: Primordial, principalmente pra quem tem preguiça de depurar consultas 🙂

Se você ainda vai fazer as provas da linha SQL Server 2008, boa prova e principalmente, o mais importante, bons estudos!

Dicas de Estudo

Além do Training Kit (é claro) do exame, poderia compilar vários links interessantes e de profissionais que trabalham com SQL Server.

Dessa lista, uma que me ajudou bastante foi o simulado que o Gustavo Maia montou. Questões realmente fantásticas. Recomendo fortemente.

E é isso. Agora vamos estudar pra 70-450 e aperfeiçoar o conteúdo obtido estudando o 70-432 (que é muita coisa por sinal).

Pouco tempo mas muita vontade.  E muita coisa pra aprender e revisar.

[]’

Impressões sobre o exame 70-432: MCTS – SQL Server 2008 – Implementation and Maintenance

Funcionamento interno do Banco de Dados

Olá!

Bem, durante todo o tempo desde que postei pela primeira vez estava me preparando para o exame 70-432, que credencia o profissional ao título de especialista. Foi um longo tempo lendo o Training Kit 70-432 e fazendo os exercícios, além de implementar na prática as funcionalidades lá apresentadas.

Para maiores informações do exame basta clicar aqui !

Agora o que mais cai na prova:

Estratégia de backup (Situações e melhores formas de realizar backup e restore);

Particionamento (Caiu umas 5 questões, esse tema necessitou mesmo de atenção porque as questões eram até desafiadoras. Pena que não dei tanta atenção pra esse tema quando estudei, mas deveria). Filegroups, files…;

Modelos de Recuperação (São questões tranquilas quando você lê “o banco precisa ser restaurado em algum momento do tempo” ou “precisa utilizar otimizar operações minimamente registradas, etc);

DMV’s (Duas questões sobre elas…. Sobre saber onde usá-las e quando, como por exemplo as que detectam gargalos de falta de índice);

Opções disponíveis em algumas ferramentas da Suíte SQL Server (Profiler, Data Tuning Advisor, SQL Server Agent, Database Mail). Muitas questões sobre isso e a maioria das vezes era sobre uma função ou outra de cada uma delas;

Índices não podiam faltar. Cinco questões, algumas envolvendo particionamento. Filegroups novamente…;

FULLTEXT (Criação e reconstrução desses caras fizeram uma boa presença na prova, mais de três questões);

Usuários órfãos (Muita atenção para transferências de banco entre instâncias…)

Server Roles e Database Roles, cujo segredo é dar SEMPRE o mínimo de permissão possível para o usuário. Sabendo o que cada ROLE faz resolve muito sobre a questão;

Alta Disponibilidade (Log Shipping e sua velha pegadinha de precisar do Agent, Mirroring como uma boa opção para Alta disponibilidade (dependendo do caso…), Failover e Failback também cairam, Replicação, caiu alguma coisa sobre conceitos de publisher, subscriber, etc….

TDE (Transparent Data Encrypt, marcando também forte presença, umas três questões).

Uma observação importantíssima: cairam algumas questões de SQL Server 2008 R2.Então se possível, não estude apenas pelo Training kit, e procure saber o que o R2 traz de novo….Uma dica de estudo é a trilha de SQL Server 2008 R2 do MVA, que está no link abaixo (se não expirar):

https://www.microsoftvirtualacademy.com/training-courses/introducao-ao-sql-server-2008-r2

Enfim, estou contente pois valeu a pena ter estudado e passado nesse exame, pois me ensinou muita coisa e tive a grande felicidade de ter um grande DBA me tirando dúvidas sempre que possível (Grande Kiko, também conhecido por Tiozão, se você tiver lendo isso, valeu!).

E é isso… Estudando agora para outras provas… Dizem que a 450 segue o mesmo assunto da 432 porém em uma ótica mais avançada. Estou estudando pra essa agora, acho que vai dar tempo de fazê-las antes dela virar legada (tomara). Depois de fazer a prova, verifiquei também onde precisava melhorar, e foi o feedback que temia. Pelo visto, terei que reproduzir em LAB muitos casos de particionamento de tabelas, testes de índice e ler muito sobre técnicas de alta disponibilidade (acredito que é um assunto ESSENCIAL pra atuação e para um DBA e ouvi falar que cai muito na 70-450).

E é isso. Pra quem ainda vai fazer esse exame que se extingue em Jul/2013 desejo bons estudos/aprendizado!